menu

O Panamá assina convênio de cooperação para a implementação do Tratado de Marrakech

Autor
Coordinación Comunicaciones
Fecha
3 September, 2019

Etiquetas

O Tratado de Marrakech facilita o acesso a obras literárias a pessoas com deficiência visual ou outra dificuldade para o acesso ao texto impresso. Para a realização de sua implementação no Panamá, o ministro de Comércio e Indústrias deste país, Ramón Martínez, e a diretora do CERLALC, Marianne Ponsford, assinaram um acordo de cooperação.

A assinatura foi feita no dia 13 de agosto, no âmbito da Feira Internacional do livro do Panamá, durante a cerimônia de abertura do ‘XIII Seminário Nacional sobre Direito de Autor e Direitos Relacionados: Os desafios dos novos regulamentos do direito de autor na sociedade digital’. Na apresentação, Ponsford falou sobre Úrsula, um novo software criado pelo CERLALC para a administração de metadados das obras que foram adaptadas a formatos acessíveis, como braile ou daisy. Com esta ferramenta, será possível a criação de catálogos nacionais destas obras e diretórios de entidades autorizadas para adaptá-las.

No âmbito deste evento, na quarta-feira 14 o coordenador da área de Direito de Autor do Centro, Fredy Forero, explicou a agenda do CERLALC em relação a direito de autor e bibliotecas, aprofundando nas normas de depósito legal, na adoção de estatutos de obras órfãs e nos processos de capacitação a bibliotecários.